Como deixar seu site WordPress mais rápido: otimização e caching

Você já leu “A culpa é das estrelas”? Ou viu o filme? Não estou aqui para discutir se é bom ou não, mas tem uma hora em que a narradora fala “Me apaixonei do mesmo jeito que alguém cai no sono: gradativamente e de repente, de uma hora para outra.”

Esse é o oposto de como as suas páginas devem carregar. Os usuários querem rapidez. E, se os usuários querem, o Google também quer, para colocar seu site no topo das buscas. A recomendação da empresa é que sua página carregue entre dois e três segundos. Nesse artigo, vou apresentar soluções gratuitas para iniciantes terem páginas mais rápidas.

Primeiro, confere com o pessoal do suporte do seu servidor se está tudo atualizado: o sistema operacional, a base de dados e o PHP. A sua versão do WordPress também deve estar atualizada, assim como os plugins. E os plugins que o site não estiver usando devem ser desativados. Se você tem certeza que não vai mais usar um plugin, delete. Isso aqui não é um episódio de “Acumuladores”.

Quem já leu o artigo sobre hospedagem voltada para WordPress talvez lembre da metáfora do sanduíche: 

Sites WordPress são diferentes dos sites feitos com HTML e CSS porque são páginas carregadas em pedaços. Cada página ou postagem tem: o menu superior, o rodapé, o conteúdo específico da página e, dependendo do site, uma barra lateral. Carregar tudo isso exige muito, o que deixa o site mais lento. É a diferença entre você ir num fast food que vende um hambúrguer montado e um em que você monta o seu sanduíche. Você passa muito mais tempo no balcão porque precisa montar o seu sanduíche antes de pagar.

Agora imagine que cada visitante do seu site está chegando ao seu balcão e pedindo uma página. Você precisa de um balcão com vários atendentes para atender às pessoas sem demora. Ou você precisa de super funcionários no fundo, montando todos os sanduíches possíveis de fazer com os seus ingredientes e deixando guardadinhos. Chegou alguém, entrega pronto. É possível fazer isso com as páginas: já salvar cada uma, amarradinha. Essa “magia” de fazer páginas se chama caching. 

Existem hospedagens voltadas para WordPress que oferecem serviço de caching no próprio servidor – é um dos mimos que você pode procurar quando contratar sua hospedagem. Se o seu servidor não oferece caching, tem plugins para isso. Claro. Só não existe plugin para fazer café.

Plugins de otimização e caching

Vou falar de cinco plugins total ou parcialmente gratuitos para você testar. Começando pelos dois recomendados no artigo sobre otimização do próprio WordPress.org: o WP Super Cache e o W3 Total Cache, ambos de código aberto (open source). 

O W3 Total Cache é interessante para quem entende de sites (mesmo que seja iniciante no WordPress), porque tem muitas configurações. Iniciantes podem usar um dos outros quatro.

Embora seja de código aberto, O WP Super Cache é da Automattic, a empresa do criador do WordPress, então tem atualizações lançadas regularmente. Tem três níveis de configuração, incluindo para iniciantes.

Hyper Cache: também é de código aberto, mas tem configuração mais fácil. Uma das melhores características é que ele detecta quando sua página é aberta em celulares e oferece versão em cache das páginas menores.

WP Fastest Cache: o nome quer dizer “mais rápido de todos”. Tem uma versão paga, mas a versão gratuita já tem bastante recursos.

Cache Enabler: além de ser fácil de configurar, ele trabalha em conjunto com outros plugins para otimizar as imagens, que são o tema do próximo vídeo. 

Para escolher qual funciona melhor no seu site, você pode pesquisar mais sobre cada um ou testar as alternativas, porque o desempenho de cada plugin depende do seu servidor, das suas configurações e até mesmo de onde você está. Para medir a velocidade das páginas, temos um artigo próprio, que ainda virá. Por enquanto, você pode compartilhar esse artigo ou o vídeo sobre esse tema:

Como deixar seu site WordPress mais rápido: otimização e caching | WordPress sem Código 2.13

5 comentários em “Como deixar seu site WordPress mais rápido: otimização e caching”

  1. Pingback: Como medir a velocidade ou performance do seu site – WordPress sem Código

  2. Pingback: Como otimizar imagens e deixar seu site WordPress mais rápido – WordPress sem Código

  3. Pingback: Page builders, add-ons, suítes de blocos: como montar uma página? – WordPress sem Código

  4. Pingback: Como plugins de segurança funcionam | WordPress sem Código

  5. Pingback: O que plugins de SEO fazem: indexação de conteúdo (SEO de dentro para fora) | WordPress sem Código

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.