Blocos do Gutenberg: apresentação

Esse artigo é o primeiro uma série dedicada aos blocos do Gutemberg. Os blocos são uma novidade de 2018, quando foi lançado o Gutemberg, que era uma nova maneira de editar páginas e posts. Mas os primeiros blocos não eram tão bons; eles ganharam uma bela repaginada um ano depois, com o lançamento do WordPress 5.3. E estão caminhando para ser a maneira de criar páginas do começo ao fim, como um plugin page builder. Se você quer saber o que vai acontecer com o Gutenberg antes de implementarem mudanças no WordPress que todos nós temos instalados nos nossos sites, você pode instalar o plugin Gutenberg. É nele que testam as novidades.

Para mim, os blocos são uma maneira de iniciantes, como nós, terem mais controles sobre as páginas. A ideia é você conseguir ver como a página fica à medida que vai montando, e conseguir adicionar diferentes formatos de conteúdo sem precisar de tantos plugins. De certa forma, os blocos são os novos widgets, que foram criados para serem partes de página, mas atualmente estão de castigo nas barras laterais e rodapés dos sites. Atualmente, os widgets viraram uma das cinco categorias, com um total de 67 blocos, que existem.

Não se preocupe, você não tem que saber quais são todos eles. Essa série tem como objetivo te ajudar a entender para que cada um serve, gastando o mínimo de tempo possível. Os 10 “blocos comuns” são os mais básicos de conteúdo, como texto e imagens. Os 7 de “formatação” são para conteúdos mais especiais. Os 8 de “elementos de layout” ajudam a organizar o conteúdo das outras categorias. Os 9 blocos de widget têm funções úteis para quem tem blog. Por fim, os 33 blocos de códigos incorporados (sim, metade do total) servem para você embedar conteúdo de outros sites, como YouTube ou Flickr.

Lista de blocos do Gutenberg na versão 5.3 do WordPress

Todos os blocos serão cobertos nos próximos 14 artigos, alguns mais de perto, outros como parte de um conjunto. Dois já foram bem cobertos nesse canal: o parágrafo, no artigo sobre publicar com Gutenberg, e a imagem, no artigo sobre como publicar imagens com acessibilidade e SEO. Ao longo das próximas três semanas, você vai ver:

  1. A diferença entre os blocos de título e cobertura no Gutenberg
  2. Bloco de galeria ou plugin de galeria? Qual é a diferença?
  3. Criar listas no Gutenberg
  4. Áudios, arquivos e vídeos: a diferença entre os blocos de Gutenberg e conteúdo embedado
  5. Usar pré-formatado, verso, código ou “HTML Personalizado”
  6. Como usar o editor clássico no Gutenberg
  7. A diferença entre “citar” e “citação”
  8. Criar tabelas que podem ser lidas no seu site WordPress com Gutenberg
  9. Colunas x Grupo de blocos x mídia e texto
  10. Espaçador x Separador
  11. Leia mais x quebra de página
  12. Como criar e personalizar um botão na sua página com Gutenberg
  13. Blocos de widget
  14. Blocos de código incorporado

A maneira mais fácil de se manter atualizado é assinar o canal e ativar o sininho de notificações para receber aviso quando cada vídeo sair, mas você também pode acompanhar o WordPress sem Código nas redes sociais. Enquanto os artigos não saem, você pode conferir o vídeo sobre esse assunto no canal de YouTube do WordPress sem Código:

Série "Blocos do Gutenberg" (2019) | Apresentação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.