Nome de domínio, servidor, hospedagem: como funciona um site?

Um site é um conjunto de arquivos, como folhas que ficam guardadas numa pasta, daquelas que ficam em gaveteiros. Contudo, em vez de uma gaveta com pastas de papel, seu site fica em um computador, com pastas digitais. Esse computador é chamado de servidor, ou serviço de hospedagem.

Mas como vão encontrar a sua pasta no meio das milhões que existem na internet? Ela precisa de uma etiqueta, chamada nome de domínio. O seu domínio é o endereço do seu site, que normalmente é o nome da empresa.

E é aqui que entra o detalhe que separa os homens dos meninos: o dinheiro. Muitas empresas dizem que darão hospedagem de graça. No entanto, não é realmente gratuita, porque o que elas não está cobram em dinheiro, cobram em exposição. Você terá: “meusite.empresadoservidor.com”. Caso queira ter o “seusite.com”, precisa pagar pela hospedagem e pelo domínio.

Aliás, o próprio “.com” é algo curioso. Ao contrário do que muita gente pensa, não significa “.computador”. Significa “.comercial”. Era um dos primeiros domínios que tinham no começo da internet, e acabou virando uma convenção. Mas você pode ter vários domínios diferentes.

Como se compra um domínio?

No caso brasileiro, que termina em “.br”, existe uma equipe “real oficial” para organizar os domínios: o REGISTRO.BR. Temos um artigo com passo a passo para compras de domínios .br.

Se você quiser garantir que ninguém mais vai associar seu nome a nada, você pode comprar mais de um domínio. Não necessariamente precisa conectá-los a um site. Inclusive, caso você já queira comprar seu domínio, acho válido fazê-lo o quanto antes.

Sites de ONGs: .ong.br ou .org.br?

Se você fizer o site de uma ONG, pode optar pelo “.ong.br” ou pelo “.org.br”. O “.ong.br” é feito para ONGs que não têm CNPJ – projetos sociais ou iniciativas. Contudo, se o site for para uma ONG que tem um CNPJ, eu acho válido enviar a documentação oficial para o Registro.br (que fica em São Paulo) e conseguir o “.org.br”. Dessa maneira, o site que você está construindo terá melhor reputação, tanto frente aos motores de busca quanto ao público.

Domínios internacionais

Nomes de domínio sem o final .br são contratados de empresas terceirizadas. Neste infográfico, que tem os domínios desde o começo da internet, dá para ter uma ideia da quantidade de possibilidades que existem.

O que eu não faria (seguindo uma dica do meu professor de webdesign no Senac) é comprar um domínio terminado em .br junto com a hospedagem, para se proteger de eventuais reajustes feitos pelos empresas de hospedagem, que normalmente oferecem grandes descontos no começo.

Acima de tudo, se você se desentender com a sua empresa de hospedagem e quiser trocar de servidor, também estará com o domínio amarrado. Por outro lado, quando você compra direto no registro.br, fica independente, além do fato de você poder comprar até 10 anos e garantir que ninguém vai pegar o seu nome tão cedo. Gostaria de deixar claro que não trabalho para o registro.br e eles não estão me pagando nada para falar isso. Apenas falo pelo seu melhor interesse, mesmo.

Gostou do artigo? Compartilhe! Ou compartilhe nosso vídeo sobre o assunto:

O que são nome de domínio, servidor e hospedagem de site | WordPress sem Código 1.2

E não se esqueça de seguir o WordPress sem Código nas redes sociais!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.